/ Árvores

Quais os principais tipos de árvores urbanas

Os benefícios que uma cidade bem arborizada pode proporcionar àqueles que nela vivem são inúmeros. No entanto, é importante que se saiba quais são as árvores urbanas.

Isso porque o ambiente urbano apresenta uma série de obstáculos ao crescimento de certas árvores.

De fato, elas podem derrubar ou danificar placas de sinalização, postes de energia, fiação elétrica, muros e calçadas.

Assim, antes de se plantar, é preciso saber quais plantas são mais adequadas ao espaço da cidade.

Atentando a isso, resolvemos falar sobre os tipos de árvores que melhor se adaptam ao ambiente urbano. Aproveite!

Arvores Urbanas: como escolher?

Antes de qualquer coisa, é fundamental que se observe as leis estabelecidas em cada município.

É a partir delas que se deve decidir qual a árvore mais indicada. Isso porque desobedecer tais códigos pode implicar na aplicação de multas.

Em São Paulo, por exemplo, o manual técnico da Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente exige que a calçada tenha pelo menos 1,9 metros de passeio.

Observadas essas condições, pode-se passar a escolha das árvores. O recomendado é que se escolha espécies nativas de cada região.

A razão é que estas podem crescer com mais facilidade, já que são naturais às áreas em que serão plantadas.

Quanto ao problema da fiação elétrica e telefônica, no caso de cidades em que esta é subterrânea, não há problemas em se plantar árvores de grande porte.

Entretanto, essa não é a realidade da grande maioria das cidades brasileiras. Nesses casos, deve-se optar por árvores que tenham, no máximo, porte médio.

Além disso, essas árvores, que não passam dos 10 metros de altura, são mais resistentes a vendavais e enchentes.

Assim, o risco de caírem por cima de fiações elétricas e carros nessas situações é menor, o que reduz as chances de acidentes.

Se a opção for por árvores frutíferas, deve-se evitar aquelas que produzem frutos muito grandes, visto que estes podem causar prejuízos e acidentes.

É recomendado ainda escolher árvores com raízes pivotantes, pois estas não danificam as calçadas.

Melhores espécies para se plantar em cidades

A maioria das árvores plantadas em cidades está colocada em calçadas. Por isso, algumas características devem ser observadas.

Além das características indicadas no tópico anterior, o ideal é que essas plantas não tenham espinhos, nem sejam tóxicas.

Ademais, a madeira dessas árvores não deve ser frágil ou muito suscetível a cupins e outras pragas. Não é recomendado o uso de espécies invasoras.

Atentando a essas características, podemos apresentar algumas espécies indicadas para a arborização urbana.

Uma delas é a murta-de-cheiro (Murraya Paniculata). Trata-se de um arbusto de grandes proporções, que pode chegar a 7 metros de altura.

Essa planta é muito usada para construção de cercas-vivas. Por ser de pequeno porte e não crescer de maneira rápida, é indicada para calçadas.

Outra espécie indicada é a pitangueira (Eugenia uniflora) que, geralmente, pode chegar a 5 metros de altura, e tem uma copa pequena.

A pitangueira não exige um cuidado frequente. Além disso, é bastante resistente a podas mais completas.

Quanto à quaresmeira (Tibouchina granulosa), é também considerada uma árvore de pequeno porte, com uma copa arredondada.

Já o marinheiro (Trichilia cathartica) é recomendado por seu tamanho, podendo chegar a seis metros de altura.

4 espécies muito utilizadas na arborização de cidades do sudeste

A primeira que resolvemos citar aqui é a sibipiruna (Caesalpinia pluviosa). Trata-se de uma árvore ornamental que pode chegar a 16 metros de altura.

É uma espécie nativa do Brasil. Por conta de seu tamanho, não se recomenda plantá-la em locais onde há fiação elétrica.

O ipê também é muito comum em cidades do sudeste. É uma árvore de grande porte e, por isso, não é adequada a lugares com fios e postes.

O jacarandá mimoso (mimosaefolia) é uma árvore decídua, que pode alcançar 15 metros de altura.

Por ter raízes profundas e não expostas, o jacarandá mimoso não danifica calçadas, mas, por conta de sua altura, não pode ser plantada próxima a fios.

Por último, podemos citar o resedá (Lagerstroemia indica), árvore muito utilizada na arborização de canteiros e calçadas, podendo atingir 8 metros.

Nesse artigo, falamos das principais árvores urbanas plantadas nas grandes cidades brasileiras. Sublinhamos também critérios essenciais recomendados para que se possa plantar árvores em cidades. Também indicamos quatro espécies comuns em cidades do sudeste brasileiro.

Quais os principais tipos de árvores urbanas
Compartilhar isto

Seja um assinante do Blog Pequi Ambiental